01 outubro 2014

Do outro lado da Brooklyn Bridge

Conforme comentei no post anterior, conhecemos o Brooklyn no dia que fomos assistir ao jogo de basquete no Barclays Center. Além do jogo, nosso passeio incluiu a travessia da Brooklyn Bridge e a cervejaria Brooklyn Brewery.

Nosso ponto de partida foi o CityHall, em Lower Manhattan no Civic Center, onde  está localizado a Prefeitura de NY e o Municipal Building, que é um dos maiores edifícios governamentais do mundo. Não exploramos muito essa área, pois nosso objetivo era realizar a travessia da Brooklyn Bridge a pé, então apenas avistamos os prédios e seguimos em direção ao acesso de pedestres que está exatamente enfrente a estação de metro CityHall.
Estação de metrô CityHall e a Prefeitura ao fundo


A Brooklyn Bridge possui 2Km de extensão é um dos cartões postais da cidade que liga os distritos de Manhattan ao Brooklyn. Sua construção durou 14 anos e foi à primeira ponte suspensa por aço na época de 1883. Atualmente, esta é bastante procurada pelos turistas que costumam atravessa-la a pé ou de bicicleta. Além dos turistas, há muitos nova-iorquinos que também a utilizam como forma de se locomover entre os distritos, por isso, o fluxo de transeuntes é intenso. Para evitar tumulto há uma via especifica para pedestre e outra para ciclistas, ambas estão acima das faixas de onde os carros passam. Porém, mesmo assim é importante prestar atenção na delimitação do chão para não andar na faixa errada, já que os ciclistas passam em certa velocidade.




Nossa travessia durou cerca de 30 minutos com várias paradas para fotos da Ilha de Manhattan, East River e vários outros ícones da cidade de Nova York. Ao se aproximar da chegada ao Brooklyn prestem atenção ao lado esquerdo, onde poderão avistar o D.U.M.B.O que significa District Under the Manhattan Bridge Overpass, uma área verde enorme utilizada por muitos para piqueniques. Está área faz parte do Brooklyn Bridge Park que foi revitalizado e hoje abriga eventos culturais, galeria de artes, além da famosa fabrica de soverte, Brooklyn Ice Cream Factory e segundo dizem uma das melhores pizzas de NY, que é a Grimaldi's.
O acesso a essa região é bem tranquilo, basta sair da Brooklyn Bridge e realizar o trajeto margeando a ponte em direção a Manhattan. Outra forma interessante de chegar a esse parque é através do East River Ferry que sai de Manhattan em direção ao Brooklyn, o qual realiza diversas paradas em bairros interessantes. Para maiores detalhes desse Ferry visite o site oficial.
Infelizmente não exploramos essa área, pois estávamos preocupados com o tempo, pois segundo nosso planejamento tínhamos que visitar a Brooklyn Brewery e ainda tínhamos o PlayOff de Basquete. Por isso, deixamos o Brooklyn Bridge Park para a próxima visita a NY.

Brooklyn Bridge Park

Seguindo nossa programação, ao sair da Brooklyn Bridge avistamos um mapa do Brooklyn e decidimos chegar à cervejaria através do metro. Hoje, aconselho a todos a sair da ponte e pegar um taxi para qualquer lugar que deseje visitar no Brooklyn, pois o taxi não sairá caro e terão a certeza de chegar com segurança no local desejado. Digo isso, pois o metro não é tão bem sinalizado como em Manhattan e por isso acabamos nos perdendo diversas vezes. Sem contar que ninguém sabia explicar como chegar à cervejaria de metro e para finalizar, ao descer na estação (que haviam nos informado - Belford) nos deparamos com ruas desertas. Resumo: Procuramos algum recinto comercial, pedimos ajuda e por fim nos rendemos ao taxi, que nos levou de forma rápida e segura ao local onde havia o tão esperado burburinho do Brooklyn.


A fábrica da Brooklyn Brewery fica no 79 North da Rua 11 no bairro de Williamsburg, como perdemos muito tempo com o trajeto, acabamos não andando pelo bairro de  Williamsburg, que dizem estar recheado de bares e restaurantes moderninhos. Uma pena, mas fica para a próxima visita a NY.

A cervejaria possui tour guiado e degustação, no entanto é importante consultar o site para certificar os horários e também realizar a reserva antecipadamente.

Nós fomos no sábado, quando não acontece o tour guiado e nem degustação. Mas há um pequeno“tour” que um mestre cervejeiro apresenta a área de preparação e fala um pouco sobre a cervejaria. É o “tour” mais simples, não há custo e não precisa agendar com antecedência, basta chegar à cervejaria e procurar o responsável pela entrega das fichas de acesso. É importante obter logo esta ficha, pois há limite de pessoas por cada tour, que dura cerca de 15 minutos e são realizados de hora em hora (de 1h a 5hs da tarde). Já a degustação fica por conta de cada um no bar da cervejaria, que possui um clima muito agradável com diversas mesas expostas ao longo do bar. A cerveja sai por US$5 cada ou 5 fichas por US$20. O único problema da cervejaria é que não vende de comida, pois o local não possui licença para isso. No entanto, eles te permitem levar lanches e comer nas mesas do bar.






Apesar de todo o perrengue da chegada e de termos realizado o tour simples, o local é muito legal e por isso, recomendo a todos que pretendem visitar NY e principalmente o Brooklyn. A continuação do nosso passeio foi o PlayOff de Basquete que já contei neste post aqui.

Um comentário:

  1. Olá,
    Parabens pelo post no Blog! 
    Hoje em,dia qualquer dica, ajuda para quem quer morar for a ou fazer intercâmbio é válida. Visite o site da nossa agência de intercâmbio com base em Brighton na Inglaterra JapStudies.com (Juniors, Adults & Professionals Studies). Como nosso serviço é em sua maioria online os custos são muito mais baratos do que se comparado com as empresas no Brasil e você pagará seu curso diretamente para a escola através de uma transferência bancária internacional com a cotação do Banco Central.
    Entre em contato com a gente e peça um orçamento sem compromisso 
    Um forte abraço JapStudies.com

    ResponderExcluir