27 outubro 2014

Conhecendo a Capital dos EUAs

Nossa última parada foi Washington DC (District of Columbia), Capital dos EUA.
E talvez, por ser uma cidade com muita política e história envolvida é um destino pouco procurado pelos turistas (em comparação a NY, Miami e Orlando). Uma pena, pois é uma cidade encantadora, limpa, organizada e muito arborizada. Sem falar na quantidade de museus (todos de graça) e da riqueza de história que percorre suas ruas.

Washington DC pode ser facilmente conjugado com uma viagem a NY, mas desista da ideia de fazer um bate e volta. O ideal seria ficar pelo menos de dois a três dias para que possa conhecer os principais pontos turísticos e também os bairros pitorescos dessa cidade. Nós ficamos três dias e mesmo assim não conhecemos tudo. Tudo bem, que um desses dias foi destinado às compras e os demais tivemos que ser criativos, pois o tempo não colaborou com a nossa programação e pegamos muita, mas muita chuva, mas a logística eu conto ao longo destes posts.

O acesso à cidade é bem tranquilo e pode ser realizado de três formas, conforme comentei aqui. Já o deslocamento interno (dentro da cidade) deve ser realizado de metro, visto que este não é tão complexo quanto o de NY, mas em compensação a aquisição do bilhete é. Confesso que até hoje não entendi direito o calculo maluco que é feito para o valor do bilhete que varia de acordo com a distância percorrida e com o horário da viagem, pois é levado em consideração se é horário de pico ou não. Resumo: tenho certeza que levamos várias “mantas” em todas as vezes que precisávamos comprar um bilhete. Outra particularidade do metro é que o bilhete deve ser apresentado na saída, que é exatamente quando é calculado o quanto custou à viagem. Caso não haja saldo para liberar a sua saída, não se preocupe, pois existem máquinas de recarga próxima às catracas de saída.

O metro é sem dúvida a melhor forma de se locomover pela cidade, até mesmo para aqueles que estão com carro alugado, pois estacionamento é um item raro de se encontrar e os que existem são caríssimos. Portanto, na hora de escolher um hotel, procure se informar se há estação de metrô próxima. Nós ficamos no Savoy Suites e gostamos muito, mas descobrimos lá que o acesso ao metro não era tão tranquilo quanto diziam, veja mais detalhes aqui.


Com relação às atrações, todas são gratuitas, o que torna Washington DC uma viagem mais acessível financeiramente (nesse aspecto). A grande maioria das atrações está centralizada no The Mall, um dos maiores parques urbanos do mundo, contendo em torno de 10 museus, onde em uma das pontas está o Capitólio e na outra o Lincoln Memorial. Esse percurso de uma ponta a outra pode ser realizada a pé, mas prepara-se para andar bastante, por isso, procure usar sapatos confortáveis. Cabe ressaltar que caso deseje entrar em todos ou quase todos os museus que estão ao longo do The Mall, um único dia não é suficiente. Por isso, repito que fazer um bate e volta à Washington DC não compensa.

Como já mencionei acima, ficamos três dias e a logística que fizemos para conciliar chuva e compras eu conto nos próximos posts.

Nenhum comentário:

Postar um comentário