09 agosto 2014

Central Park: Para se visitar mil vezes

Ah, o Central Park!!! Que lugar lindo! Super bem tratado, cheio de atrações... e, claro, cenário de muitos filmes. Sei que nem sempre foi assim, mas o que importa é que hoje é impossível visitar NY e não passar ao menos um dia inteiro no Central Park. Um dia?!  Na verdade, você terá vontade de ir muitas vezes, de tão legal que é ficar jogado na grama, correr, andar de bicicleta ou até mesmo caminhar por entre árvores, apreciando paisagens lindíssimas.

DICA: É bom, preparar a máquina!

Essa área verde, tão requisitada de NY foi totalmente planejada com 341 hectares, e está localizado entre a 59th até a 110th, o que é algo em torno de 10Km de perímetro. Há tanta atração, como: lagos, restaurantes, pistas de patinação (no inverno), mirantes que torna inviável percorrer tudo em um único dia.
Sweep Meadow

Nós conhecemos grande parte do parque em meio dia, porém, era só passar próximo ao parque que dávamos uma esticadinha por ali e sempre tinha uma novidade que não havíamos visto no dia do tour. Por falar em tour, há diversas formas de realiza-lo, seja contratando uma agência para fazer o tour a pé, de bicicleta e também de Charrete. O que mais nos chamou a atenção foi o tour de bicicleta e foi atrás deste que ao descer da estação do metro Columbus Circle, na altura da 59th (próximo a entrada do parque mais famosa) procuramos. Para nossa sorte, um rapaz nos abordou oferecendo apenas o aluguel das bicicletas. Eu, particularmente sou bem receosa com essas abordagens, mas o marido foi dando trela e resolvemos arriscar, afinal o tal tour que estávamos atrás tinha duração de apenas 2h e paradas especificas (como todo tour). Pois bem, queríamos algo mais independente devido ao nosso cronograma e queríamos aproveitar o maior tempo possível, por isso, a proposta de alugar apenas a bicicleta foi tão convidativa.


Depois dessa foto levamos esporro, pois só é permitido andar de bicicleta na ciclovia.
Para alugar com esse rapaz, tivemos que andar aproximadamente um quarteirão até chegar à loja Bike Rental Central Park, onde um cadastro foi feito, pagamento executado e recebemos as bicicletas com cadeado, cestinha e mapas. Foi tudo ótimo! Apesar da abordagem suspeita, recomendo muito essa loja, inclusive pelo preço de U$ 15,00 por 3h de aluguel/cada. 

De posse das nossas magrelas, seguimos eufóricos para dentro do parque. 

Num primeiro momento apenas pedalamos pelas ciclovias lotadas de gente, observando aqueles que estavam correndo, passeando e as paisagens verdes e floridas da primavera de NY. Como tínhamos planos de ir no Museu de História Natural a tarde, precisávamos focar naquelas atrações que gostaríamos de conhecer.




As atrações foram:


The Dairy: Centro de visitantes que fornece ao público informações sobre os eventos do Central Park. E, também abriga uma loja de souvenir, como guias, mapas e muitas opções de presentes.Aberto de 10h às 17h de terça a domingo. 


Castelo de Belvedere: É um castelinho, fofo, que possui uma vista lindíssima do Central Park. A entrada é gratuita e em seu interior possuem algumas exposições simples. Mas, o melhor é subir em suas torres, calma o castelo é pequeno e são apenas dois lances de escadas estreitas, para excelentes fotos e ter uma vista privilegiada do parque. Acho que esse é a atração mais bonita e que certamente voltarei sempre que puder. 

Bethesda Fountain: Tenho certeza que já viram essa fonte em um milhão de filmes, mas o que primeiro veio na minha mente ao chegarmos lá foi o "Quando em Roma". Como estávamos com as bicicletas não descemos. Ficará para próxima vez. 


The Loeb BoatHouse: Um restaurante, onde teoricamente é possível alugar barcos para passear por um dos lagos do Central Park. Infelizmente quando fomos não estava funcionando o restaurante e nem o aluguel de barcos. Para não se frustarem como nós, olhem no site antes os horários.


The Mall: A única linha reta do parque e não podia ser diferente, cercada de árvores como se fosse um grande paredão. Alguém sabe algum filme que  se passa nessa parte do parque? O que me fez ir atrás desse ponto foi o Encontro do Amor ( Maid in Manhattan). Nessa área há um espaço chamado de Literary Walk, com diversas esculturas de personagens famosos e um deles é Cristóvão Colombo.


Strawberry Fields: Um mosaico escrito IMAGE, projetado no chão do Central Park teve como inspiração duas músicas: Image e Strawberry fields forever, homenageiam John Lennon. Essa parte é bem concorrida e cheia de fãns, muitos deixam flores, fotos e sempre há aqueles que cantam músicas dele e dos Beatles.
Conservatory Gardem: Um esconderijo cheio de flores e muito silêncio. Nessa parte do parque, os frequentadores preferem ler livros do que praticar esportes, por isso, o clima aqui é tão calmo. O lugar é muito bonito e possui uma arquitetura rica em flores, por isso, muitos casais escolhem essa parte do parque para realizarem ensaios fotográficos. Quando fomos, vimos um casal de noivos e seus padrinhos tirando várias fotos que com certeza devem ter ficado lindíssimas. 




Mesmo parecendo que visitamos tudo não é verdade, pois ainda há bastante coisa para se conhecer, como a estátua da Alice no País das Maravilhas, Lasker Rink and Pool, Obelisco, Tavern on the Green e muito mais que já estão na lista para próxima visita a NY.

Nenhum comentário:

Postar um comentário