05 julho 2014

Por que Nova York?

Conforme já mencionei no primeiro post, NY nunca foi um roteiro cobiçado por mim. No entanto, o destino decidiu que voltaria para reescrever outra história e posso dizer que a impressão que tenho hoje é mil vezes melhor do que a impressão que voltei em 2006.

Muita coisa mudou em 8 anos. A cidade evoluiu, conheci um povo simpático, preocupado com o turista, solicito a ajudar. Tanto que em alguns restaurantes fomos cobaias para que os garçons treinassem o português.  E pensar que em 2006 sai de uma loja arrasada porque a atendente não quis me ajudar, fazendo pouco caso e zombou com risinhos dizendo: “turistas”.

Fico feliz que tenha decidido dar essa segunda chance a NY, pois de fato é um lugar incrível. Uma mistura surpreendente de
cultura, devido aos volumosos imigrantes que ali residem (vide quadro ao lado retirado da Revista Guia de NY), assim como uma infinidade de museus, diversas atrações turísticas, milhares de restaurantes e muitas opções de entretenimento. Sem falar nos cenários de filme em cada esquina. É fascinante andar pelas ruas e relembrar filmes e seriados de TV.


Por falar nisso, não há forma melhor de conhecer a cidade. Ande bastante, aproveite a facilidade de se localizar pelas ruas enumeradas. Não sei se todos sabem, mas Manhattan foi planejada e por isso, a organização das ruas e bairros é tão simples e dificilmente irão se perder. Veja esse vídeo que fala exatamente sobre isso, muito interessante. 

Outra forma rápida de conhecer a cidade é através do metrô. Meio de transporte seguro e rápido. Pode até assustar no primeiro momento, visto a quantidade de linhas coloridas e letras (clique aqui para visualizar o mapa), mas basta identificar o destino e seguir a linha/cor até o local de origem para encontrar a melhor opção. Para ajudar veja esse site com dicas legais e uma explicação bem detalhada do sobre o metrô. 

Com tanta praticidade, montar o roteiro fica fácil. A dica é concentrar os pontos de interesse por áreas, que por sinal são bem divididas, e fazer milagre com a quantidade de dias. 

Pode parecer mentira, mas independente do tempo estimado para viagem tenha em mente que será insuficiente, pois com tanta opção é impossível fazer tudo em uma única vez. Por exemplo, nós ficamos sete dias, intensos, acordando cedo e aproveitando o máximo e não deu tempo de assistir a nenhum musical da Brodway e nem fomos a nenhum outlet próximo a NY. Viu?! O que fizemos em sete dias, então? Isso eu conto nos outros posts.
Vista do Empire State

Nenhum comentário:

Postar um comentário