10 junho 2014

A Boemia dos Bairros: Lastarria e Bella Vista

Lastarrina e Bella Vista são considerados bairros boêmios pela quantidade de bares e restaurantes que possuem. Ambos estão próximos aos Cerros Santa Lucia e São Cristovão respectivamente, sendo ótima opção para conciliar com esses passeios.
O bairro de Bella Vista abriga o shopping Patio Bella Vista, um complexo de restaurantes com exposições de artes e algumas lojas de roupas e joias. Um local muito agradável para ir com amigos e família. À noite, o movimento maior é dos jovens, pois existem alguns bares com música estilo lounge ou até mesmos shows. Para saber a programação completa veja aqui.



Nós aproveitamos para conhecer o Patio Bella Vista quando descemos da nossa aventura do Cerro de São Cristovão. Ao entrar, já ficamos encantados com a decoração do local e as diversas opções de restaurantes. Eram tantas opções que ficamos bem indecisos, mas escolhemos o restaurante Le Fournil, que nos chamou a atenção pelo mix de petiscos que acompanhavam 2 taças de vinho. O atendimento foi ótimo, os garçons estavam bastante atenciosos nas explicações e sugestões e a comida bem saborosa. Tudo estava contribuindo para permanecermos por ali, porém, visto que o preço era um tanto puxado, resolvemos continuar nossa “night” nos botecos da Calle Pio Nono, que fica bem próximo ao Patio Bella Vista.

Esta rua possui vários bares distribuídos ao longo dela que, embora não sejam tão sofisticados quanto os restaurantes do Patio Bella Vista, são tão movimentados quanto e suas mesas dispostas nas calçadas estão sempre lotadas de jovens universitários. O custo da cerveja nesta rua é bem mais em conta do que no Patio Bella Vista e, por isso, vale a pena uma parada. Escolha um dos bares e já vá sentando em alguma mesa vazia e chame o garçom, só não espere um atendimento VIP.


Já o Bairro Lastarria está situado ao pé do Cerro Santa Lucía, entre a Alameda Bernardo O’Higgins e a Costanera Norte. É um bairro que respira cultura, pois há o museu de artes visuales, o MAVI, teatros, músicos de rua, cafés e vários restaurantes e bares.


O bairro é super charmoso, pois mistura modernidade com casas antigas. Infelizmente fomos visitar no dia 01/01/2014 e estava tudo, absolutamente tudo fechado, então não conhecemos nenhum restaurante e nem mesmo entramos no museu. Foi um pouco frustrante, pois ao andar pelas ruas imaginei como aquela região deve ficar movimentada e como deve ser um excelente lugar para uma refeição. Como não tínhamos mais dias disponíveis não foi possível retornar, então nos restou apenas colocar na lista da próxima viagem a Santiago.

Nenhum comentário:

Postar um comentário