28 maio 2014

Rumo a Santiago

Conforme comentei no post sobre Réveillon, compramos as passagens para Santiago do Chile num ato de puro impulso para nos aventurarmos em uma festa de ano novo diferente. No meio do planejamento, achamos 6 dias para Santiago muito e, “já que” Mendoza era perto, resolvemos incluí-la para exploramos a culinária mendocina, os vinhos, as Plazas e tudo mais que está bela cidade argentina tem para oferecer em apenas três dias (Veja os detalhes aqui). Mesmo com o coração apertado, tínhamos que seguir viagem, rumo a tão esperada festa de fim de ano. E para que pudéssemos aproveitar bem a cidade, escolhemos um voo no dia 29/12/13 bem cedo.
  
A expectativa de conhecer Santiago do Chile era enorme, já que é um dos destinos mais cobiçados pelos Brasileiros e por ser recomendado por diversos amigos. Além disso, Santiago é uma cidade “hub”, pois faz conexão com vários destinos que ainda irei visitar, como: Ilha de Páscoa, Deserto do Atacama, Valparaiso, Vina Del Mar, Passeio dos Lagos Andinos, entre outros.

Com tanta expectativa, a chegada não podia ser diferente e da janela do avião mesmo já é possível se deslumbrar com a extensão das Cordilheiras dos Andes, uma paisagem lindíssima que hipnotiza enquanto a sobrevoamos.

Já em terra firme, desta vez da janela do taxi, já foi possível observar uma Santiago moderna, limpa, civilizada, porém muito congestionada, lembrando bastante o caos do transito de São Paulo e Rio. Outro ponto que faz bastante semelhança com São Paulo são os prédios altos cortando o céu, um aglomerado de pessoas transitando no horário do rush e certa poluição que no caso de Santiago ficam encostadas nas paredes das Cordilheiras, deixando o visual acinzentado ao entardecer.

Sendo o transito caótico, nem pense em alugar um carro ou se locomover de táxi. De preferência para o metro, por ser o melhor meio de transporte para se locomover de forma rápida e segura. E em Santiago, há diversas linhas que cruzam a cidade e te levam para todos os pontos turísticos. Inclusive há um cartão chamado BIP que serve tanto no metro quanto no ônibus e esse cartão pode ser usado por várias pessoas, então basta comprar um único cartão e colocar os créditos correspondentes à quantidade de pessoas e viagens em uma das máquinas disponíveis nas estações.


Santiago também possui destaque pela culinária rica em pratos com frutos do mar, sendo o mais conhecido o centollo, caranguejo gigante que só tem em Santiago. Mas infelizmente visitamos poucos restaurantes e as áreas que possuem os restaurantes mais famosos e charmosos estavam fechadas devido às festas de final de ano. Para piorar a logística, dia 01/01/2014 estava tudo, tudo mesmo, fechado. Portanto, se pensa em viajar nesse período lembre-se desse detalhe.


Nenhum comentário:

Postar um comentário