14 setembro 2013

Gastronomia de Campos do Jordão

 Como falei anteriormente são tantas opções, tantos restaurantes convidativos que foi bem difícil escolher em qual deles sentaríamos para as refeições. Então utilizamos o seguinte critério: dicas de amigos e aqueles que mais nos chamaram atenção pela fachada, abordagem do atendente da porta e claro, o preço. Pois uma coisa que não tem muito como fugir são os preços elevados.
As dicas de amigos foram aquelas clássicas que todos que vão a Campos do Jordão tem que ir:
Pastel do Maluf: O lugar mais cheio e conhecido de Campos do Jordão, que você não pode deixar de experimentar o “pequeno” pastel, que por sinal é uma delícia. Não espere atendimento exclusivo. Precisa ir até o caixa, escolher, pagar e depois se amontoar para resgatar o pedido. Enquanto isso tente achar uma mesa na calçada para saborear o famoso pastel do Maluf. Eu provei o de ovos, catupiry e carne moída com limonada suíça com leite condensado, excelente pedida.
 

Sorvete Bruno Alves: Existem várias lojas espalhadas pela cidade, mas recomendo a que
fica em frente ao Pastel do Maluf, por ser maior e com mais opções não só de sorvete, mas de chocolates artesanais e lembrancinhas fofíssimas. O sorvete tem de vários sabores e a vitrine como são expostos os picolés já te fascina. Não resisti e experimentei o de gianduia com avelã, sensacional.

Casa do Chocolate: São inúmeras as opções de chocolate, inclusive o mais famoso é o Montanhês, o qual não me agradou, uma pelo atendimento que achei bem esnobe e outra pelo sabor, sem contar o preço que é o mais caro de todos. Por isso, recomendo a casa do chocolate, como chocólatra de carteirinha eu experimentei, acho quase todos e o chocolate da Casa do Chocolate realmente me surpreendeu pelo sabor e textura. Provem o chocolate quente tem nas variações: preto, branco e misto. Sem comentários! Aproveitem e levem para casa umas gotas recheadas de brigadeiro, doce de leite e avelã, é de derreter na boca.


Baden Baden: Depois de conhecer a fábrica nada melhor que por em praticas os conhecimentos adquiridos e conferir as dicas dos amigos. O lugar é pequeno e tem um milhão de mesas na calçada, é o point da cidade a noite, então chegue cedo para não ficar na espera. Por ser o lugar mais concorrido as mesas acabam ficando muito próximas o que dificulta bastante a circulação dos garçons e até das pessoas. Apesar desse contra tempos o lugar é agradável, com sua cerveja saborosa e comida farta. Sim, um prato individual serve perfeitamente 2 pessoas. Aceitamos a sugestão do garçom e pedimos o Badenwurst, para 2 pessoas, que serviu muito bem 4, mas também havíamos pedido uma entrada de linguiça recheada de mussarela, bem light.




Recebemos outras dicas, entretanto, acabamos preferindo escolher esporadicamente enquanto caminhávamos e nos deparávamos com um lugar simpático, para nos acolher e nos delicias nas maravilhas engordativas de Campos do Jordão.
Nossas escolhas e descobertas foram:
Café Journal: Descobrimos através de uma caminha despretensiosa e o que nos chamou a atenção foi o segundo andar com uma varanda ao ar livre, de onde é possível apreciar todo vai e vem. Não tivemos duvida, mesmo depois de ter nos enchido com o Pastel do Maluf e com o Sorvete do Bruno Alves, resolvemos entrar em conhecer o singelo “sobradinho”. Para nossa surpresa maior ainda, o Café é um restaurante, super-requintado, que durante o dia serve pratos executivos e a noite, com clima mais romântico tem até música ao vivo. Nossa intenção era apenas aproveitar a varanda e tomar umas cervejas, então subimos e fomos tão bem atendidos que não queríamos mais sair dali, que por sinal é muito aconchegante, então os gordinhos não resistiram e pedimos mussarela de búfala a milanesa acompanhado de geleias. MARAVILHOSO!!!
Safári: Eram tantas opções com mesinhas nas calçadas e o clima estava tão convidativo que escolhemos uma, a mais vazia, e sentamos, mais uma vez para apreciar o vai e vem de pessoas circulando pela cidade. Esse restaurante é todo temático do lado de dentro e bem interessante. De novo, nossa intenção não era jantar, então pedimos alguns petiscos e cerveja, bem gelada. O atendimento foi ótimo e para completar ainda apareceu um músico com saxofone que praticamente fez um show prive para gente. Lógico que ao final, não resistimos e compramos o CD dele.

Cantinho da Serra: Oferece o tradicional rodízio de founde (R$ 109 por casal). Essa foi a escolha mais difícil, pois a grande maioria dos restaurantes oferece founde, porém todos eram bem caros para o que ofereciam e como nós estávamos em busca de um rodízio, escolhemos basicamente pelo custo beneficio e não nos arrependemos. O lugar é bem espaço, oferece outras opções além do rodízio e não estava lotado de gente, talvez por não ficar no burburinho. O que importa é que o atendimento foi ótimo e a comida estava bem gostosa, com muita opção.

Realmente, Campos do Jordão é um polo gastronômico. São tantas opções e variedades que criei uma lista daqueles que não deu tempo para a próxima oportunidade. E você tem alguma dica que queria compartilhar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário