11 julho 2013

Por que Aracaju?

Esse destino foi escolhido devido ao casamento de um casal de amigos que não podíamos perder. Então resolvemos unir o útil ao agradável e dar uma esticadinha na hospedagem para aproveitarmos e conhecermos um pouquinho a cidade. Para nossa surpresa a cidade é uma graça e cheia de atrações turísticas, além dos inúmeros restaurantes e barzinhos.
Ficamos tão encantados com a cidade que ela entrou para nossa lista de lugares que gostaríamos de retornar.
Ficamos apenas três dias, o qual foi suficiente para conhecer as principais atrações. No entanto, se você estiver planejando sua viagem de férias, recomendaria uns 5 dias para desfrutar com calma dessa cidade acolhedora.
Nestes três dias foram suficientes para conhecermos a Passarela do Caranguejo, o Mercado Central, a Passarela do Artesão, a Orla da Atalaia, Projeto Tamar e o Cânion do Xingó, os quais irei escrever na sequencia. Infelizmente não deu tempo de conhecer três lugares que li bastante e ficaram na lista para quando voltarmos que foram: A colina de Santo Antônio, Croa do Goré e Pirambu.
 
Hospedamo-nos no hotel Via MarPraia Hotel, muito bem localizado enfrente a praia da Atalaia em
um ponto ótimo! Quando fomos, em 2012, o hotel estava com algumas áreas interditadas, devido a reforma, mas isso não atrapalhou em nada a hospedagem. Tudo excelente, muito confortável, café da manhã bem farto e um atendimento típico do nordeste. O único inconveniente é que neste hotel não havia elevador. Não sei se estava previsto um na reforma.
 
Chegada ao aeroporto:
O Aeroporto Santa Maria fica dentro da cidade, a menos de dez minutos de táxi da Orla da Atalaia e um pouco mais do que isso do 13 de Julho.
Há dois pontos de táxi. Os táxis especiais são operados pela Comtaju e funcionam com tabela fixa. Uma corrida para a Orla de Atalaia sai R$ 20. Os táxis comuns, chamados aqui de táxis-bandeira, rodam pelo taxímetro; conte em pagar em torno de R$ 15 até a Orla de Atalaia.
Clima:
Nordeste é sempre Sol, o ano inteiro. Fomo sem Novembro e todos os dias foram de céu azul ensolarado, mas em um dos dias houve uma chuva forte de vento, o que não estragou em nada a programação. A chuva deu uma refrescada e no dia seguinte estava ele lá de novo, imponente e brilhando.... o Sol!

Nenhum comentário:

Postar um comentário