17 fevereiro 2013

Muitas Opções para Poucos Dias


Como já mencionei no post anterior, tínhamos pouquíssimo tempo para muitas atrações e duas delas eram essenciais, que são: Table Mountain e o Cabo da Boa Esperança. Porém, o segundo fica bem distante e em varias agencias de turismo só existe o passeio de um dia inteiro. Entretanto, eu tinha uma premissa na programação dos passeios que era agradar o marido no passeio que ele queria fazer e eu não, que era mergulhar com tubarões. Não eram quaisquer tubarões e sim os brancos, aqueles mais perigosos. Enfim, mesmo sendo completamente contra estávamos de lua de mel e queria agradar e principalmente realizar todos os passeios juntos. Então, tínhamos a missão quase impossível de visitar os dois principais pontos turísticos (Table Mountain e Cabo da Boa Esperança) em um único dia, de forma que sobrasse o segundo dia para realizar o tal mergulho.
Foi uma correria, mas conseguimos em um único dia visitar as duas principais atrações e sinceramente, foi tempo suficiente. Talvez, ficasse um pouco mais na Table Moutain ou até mesmo visitaria outra atração no caminho da Table Moutain, caso houvesse mais folga.
Como o Cabo da Boa Esperança é distante fechamos este passeio com uma agencia de turismo indicada pelo hotel que só possuía a opção da parte da tarde. Sendo assim, restou a parte da manhã para conhecermos a Table Mountain, uma grande montanha com topo achatado, localizada na região central e facilmente visível de boa parte da cidade. Ela está a poucos minutos do centro, com acesso pela rodovia M62 e pela Tafelberg Road. O caminho é de fácil acesso e muito bem sinalizado. Antes de se locomover até lá tenha certeza que o tempo está estável e sem risco de nuvens, pois dependendo do tempo a Table Mountain fecha. Massss, São Pedro nos ajudou e o tempo estava perfeito. Então pegamos o ônibus de turismo vermelho (o que comentei no post anterior), cujo ponto era em frente ao hotel e fomos rumo a Table Mountain. O percurso é um pouco demorado, mas fomos apreciando a paisagem e a história da cidade.

Próximo à última parada do ônibus, Table Moutain, existe uma placa que indica o estado da atração, devido às condições meteorológicas. Chegando no local de entrada, onde compramos os tickets já é possível avistar toda a cidade de Cape Town de tirar o fôlego.  Desta base é possível realizar uma trilha para chegar até o topo de forma gratuita e bem mais demorada. Recomendo o bondinho que custa de 195 rands ida e volta e não é necessário empurra-empurra para conseguir o “melhor” lugar para apreciar a paisagem, pois o chão do bondinho é giratório, permitindo que todos os passageiros tenham a oportunidade olhar todos os ângulos da subida. 
Lá em cima é permitido caminhar livremente pelo topo da montanha e curtir o visual incrível que se tem de toda a Península do Cabo dos mais variados ângulos. Apreciamos as diversas paisagens por cerca de 2h. Até ficaria mais tempo, mesmo não tendo mais do que tirar foto e nenhuma nova paisagem, simplesmente porque o lugar te encanta de tal forma que não da vontade de ir embora.
Deixando a Table Mountain pegamos novamente o ônibus e paramos na praia de Camps Bay, que fica a poucos minutos da Table Mountain e com acesso pela continuação da M62, através da Camps Bay Drive. É uma das praias mais badaladas da região, com diversos restaurantes, hotéis e mansões. É também uma das mais bonitas, pois está cercada de grandes montanhas, como a Lion’s Head à direita e a cadeia montanhosa Twelve Apostles ao fundo. Camps Bay é um ótimo lugar para almoçar, curtir a praia e também o agito noturno, principalmente no verão. Porém, é um dos locais mais caros da cidade, mas vale a parada para visitar;-)

Nenhum comentário:

Postar um comentário