13 maio 2012

Rústico e Chique: José Ignácio

José Ignácio, um pequeno vilarejo na costa sul do Uruguai. Apesar de ter uma proposta de ser um lugar rústico, há contradições, pois como um lugar rústico possui garçons usando blusas Lacoste como uniforme?! Acreditem, o restaurante mais badalado do vilarejo, La Huella, possui uma loja da Lacoste dentro e os garçons utilizam as blusas como uniformes. Mesmo parecendo arrogância, o lugar te acolhe de tal forma que é impossível ir embora. Por isso, no verão existe disputa por um lugar e deve-se reservar com antecedência para não ficar chupando o dedo.

Embora, José Ignácio seja um vilarejo, com praia e farol, para mim se resume ao restaurante La Huella, que é a atração principal do lugar. O restaurante, de fato, é imperdível. Localizado na entrada da praia, uma cabana branca simpática e despretensiosa. O serviço costuma ser rápido e simpático, os garçons são atenciosos, cheio de gente bonita, comida deliciosa e o preço... justo! O único inconveniente são as extensas filas de espera, por isso, todos recomendam fazer reservas antecipadas independente do período visita. Nós fomos no início de Fevereiro/12, período que as festas mais badaladas já haviam terminado e mesmo assim, ficamos uns 20 minutos aguardando. 
Por isso, vá com paciência e curta o visual.


Após aguardamos no bar do restaurante, o qual estávamos sendo muito bem servidos, fomos conduzidos a nossa simpática e aconchegante mesa. Mal sentamos, veio quase que imediatamente o famoso e obrigatório couvert. Confesso que dessa vez nem fiquei chateada com a obrigação de ter que consumi - lo, pois queria ficar o máximo possível naquele lugar tão convidativo e de certa forma, romântico. Em seguida, pedimos o mexilhão a provençal, que aparecia com frequência nos cardápios. E não nos arrependemos, pois estava maravilhoso!!!!! Porção bem servida e muito bem temperado.
O que nos chamou atenção foi uma vasilha com água morna e laranja que vinha acompanhando o mexilhão. Após várias sugestões, resolvemos questionar qual era o objetivo da vasilha; e para nossa surpresa, servia para lavar as mãos para retirar o cheiro forte dos mexilhões. Muito chique, né? Ainda bem que perguntamos, pois inicialmente achei que era um molho e quase joguei os mexilhões lá dentro!! rsrsrsrsrs 





Para acompanhar pedimos o famoso Clericot e em seguida um vinho branco (Chardonay). Para fechar com chave de ouro, um delicioso postre (sobremesa) torta de chocolate branco com calda de manga e sorvete de creme com amêndoas. Simplesmente de comer rezando!!!!

O lugar é super charmoso e não da vontade de ir embora, mas infelizmente estávamos um pouco distante do centro e não queríamos voltar tarde, então aproveitamos um pouco a praia, onde é possível avistar o farol de Jose Ignácio e fomos embora com gostinho de quero mais.

Certamente esse é um dos lugares que voltaremos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário