01 abril 2012

Centro Histórico e Ciudad Vieja


No Uruguai, durante o verão, os dias são longos, já que o Sol se põe por volta de 21:00h, mas não se empolgue em dormir muito, pois a maioria, senão todas, atrações turísticas fecham entre 18:00h e 19:00h. Portanto, acorde cedo e passeie pelas ruas do centro histórico, cujas atrações se concentram na Plaza da Independência, onde ainda existe um dos portões da antiga muralha que cercava a cidade no período colonial. Há também o mausoléu onde estão guardadas as cinzas de Gervásio Artigas, fundador do País.


Ao redor desta Plaza encontram-se algumas atrações interessantes, como: Museu do Governador e Teatro Solis. O Museu do Governador possui entrada de graça e para aqueles que adoram história, vale a visita, onde é possível ver as roupas e utensílios da época. Infelizmente neste museu não é permitido tirar fotos.

Um pouco mais a diante está o famoso Teatro Solis, que foi construído em 1856 com objetivo de incluir Montevidéu no circuito da ópera. O Teatro é lindo, mas para aqueles que conhecem o Teatro Municipal do Rio de Janeiro se decepciona um pouco com o tamanho. De qualquer forma, vale a visita, principalmente as quarta-feiras que possui entrada franca. Para isso, é necessário ir até o local, antecipadamente, e retirar um ticket com horário para visita guiada. Não é permitida a entrada a qualquer momento. Devido a logística e ao tempo que tínhamos acabamos não conseguindo horário para fazer a visita guiada que muitas pessoas recomendam bastante.

Continuando o passeio, atravesse as portas da Ciudad Vieja, desça a rua simpática e cheia de lojinhas apreciando a feirinha de artesões até que se depare com diversas praças bem cuidadas e convidativas a sentar e ver o tempo passar. Inclusive na Plaza Constituicion não deixe de entrar na Igreja da Matriz, que é muito bonita.


Para matar a fome, continue a caminha até chegar ao Mercado del Puerto, inaugurado em 1868, que funcionou inicialmente como estação ferroviária e hoje, o enorme espaço funciona como centro gastronômico e abriga vários bares e restaurantes.


Mercado del Puerto é com certeza o melhor lugar para se comer uma deliciosa parrilhada, o único inconveniente desse lugar é que saímos defumados, pois é um lugar fechado, onde a maioria dos restaurantes preparam a parrilhada em chapas na frente do cliente. Caso não goste desses lugares fechados, não desanime, pois existem alguns restaurantes que possuem mesas do lado de fora, embora minha opinião é que o melhor lugar para almoçar é sentado no balcão em frente às churrasqueiras.
  


Entre tantos restaurantes com a cara ótima, escolhemos o La Chacra, comida MARAVILHOSA, carne macia e bem temperada, desmanchando na boca. Dá água na boca só de lembrar! Para entrada pedimos o recomendado provolente, um pedaço incrível de queijo provolone assado numa chapa de ferro.


O prato principal foi a Entrecotte com fritas, para comer rezando!


Outro restaurante do Mercado que experimentamos foi o El Peregrino, muito saboroso também, mas caso tenham que escolher sugiro o primeiro.



A carne uruguai é sem sombra de dúvida um espetáculo a parte e recomendo provar as diversas forma que esta é apresentada. Então lembre-se disso e tente evitar os couvert que são obrigatórios em todos os restaurantes. Nele são servidos pães e pastas. Em alguns restaurantes apenas pães e manteiga, ou seja, por maior que seja a fome controle-se para degustar o prato principal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário