11 junho 2011

Califórnia

Califórnia é uma mistura de diversão, romantismo, cultura, sem contar a diversidade de paisagens lindíssimas e lugares inusitados. Com certeza foi a melhor viagem que fiz e no meu ponto de vista meu roteiro foi perfeito. Por isso vou compartilhar aqui um pouquinho do planejamento e os detalhes de cada lugar visitado.

Confesso que no inicio fiquei um pouco perdida com a quantidade de informação que existe sobre a Califórnia, além da quantidade de roteiros diferentes para os mesmos lugares. Então decidi primeiro as passagens para saber qual seria a cidade de chegada e a de saída e depois começou a busca incessante para conciliar TODAS as cidades, pontos turísticos com a quantidade de dias que tinha. Alguns podem estar se questionando porque as passagens é que escolheram as cidades de entrada e saída, pois bem, viajei de milhagem e é praticamente impossível conseguir o dia desejado e o local destino e mesmo com seis meses de antecedência só consegui uma passagem entrando e saindo por Los Angeles. Por isso, fica a dica, caso estejam planejando viajar de milhas inicie a busca pela “passagem perfeita” com seis meses de antecedência, já que é o prazo máximo para emissão.


Resolvido o detalhe da passagem segui para a logística, que ficou assim:

• 5 dias Los Angeles;

• No caminho para San Diego visitamos New Port Beach;

• 2 dias San Diego;

• No caminho para Santa Barbara visitamos Carlsbad, onde fica a Legoland;

• 1 dia em Santa Barbara;

• No caminho para Cambria visitamos San Simeon, onde fica a Hearst Castle;

• 1 dia em Cambria;

• No caminho para San Francisco visitamos Monterey, onde fica o Aquarium;

• 3 dias em San Francisco;

• 1 dia em Napa Valley;

• No caminho para Solvang visitamos Carmel;

• 1 dia em Solvang;

• No caminho para Los Angeles visitamos Neverland e Los Olivos, onde fica uma Vineyard;

• 5 dias em Las Vegas.


O percurso de Los Angeles à San Diego e á San Francisco foi realizado de carro e como ao alugar o carro percebemos que devolve-lo em cidade diferente daquele em que se aluga fica o dobro do preço, optamos por voltar a Los Angeles e devolve-lo no local de origem e de lá pegar o voo para Las Vegas. Por isso a logística foi visitar algumas cidades na ida e outras na volta, de forma que o trajeto não ficasse cansativo.

Claro que algumas cidades ficaram com gostinho de quero mais devido ao curto tempo de explorá-las, mas no final o saldo foi positivo e ficou tudo perfeito. Cabe lembrar que o trajeto de San Diego a San Francisco não havíamos reservado e nem planejado nada íamos decidindo dia a dia conforme as distancias percorridas e as atrações de cada lugar.

Um dos aprendizados foi que tudo precisa ser reservado com antecedência e quando digo tudo inclui hotel e passeios mais procurados. É verdade, ficamos bem impressionados de como os lugares estavam lotados e como em alguns lugares encontramos dificuldade em achar hotel.

Outra dica importante é com relação ao tempo, que mesmo sendo primavera tem que leva casaco, pois em alguns lugares passamos frio, como em San Francisco que chegamos a pegar 9º C e quase pegamos neve em Santa Barbara em pleno Maio.


Nenhum comentário:

Postar um comentário