28 julho 2010

Petrópolis

Petrópolis tão perto do Rio de Janeiro e nunca explorado com olhos de turista. Sim, porque quando escutava Petrópolis, associava logo a Rua Teresa, compras e um dia exaustivo andando por ruas lotadas, cheias de bolsas. No entanto, por incrível que pareça, Petrópolis é muito além disso. Aliás fiquei impressionada com tamanha cultura e história em cada rua que passava.
Pois bem, foi preciso ter um casamento nessa cidade imperial para que pudesse passar um fim de semana nessa cidade serrana tão próxima e tão aconchegante.
Para se chegar é necessário subir a Serra dos Órgãos, não aconselho ir a noite, pois a Serra é cheia de curvas sinuosas e dependendo da época existem várias neblinas que impossibilitam a visão. Ademais a vista de dia é linda, por isso, recomendo acordar cedo e pegar a estrada. 
Primeira parada deve ser a poucos quilômetros da entrada oficial da cidade (85 Km), pare no Mirante do Cristo, é possível ver uma imensidão de verde e todo o percurso já percorrido.
Ótimo local para tirar umas fotos, esticar as pernas e namorar um pouquinho.

Após a parada, passe pelo portal da cidade e dê de cara com o famoso Hotel Quitandinha, antigo cassino, hoje hotel um pouco abandonado, mas com o charme da década de 50. Apenas uma curiosidade... sabiam que foram usadas areias da praia de Copacabana na construção?Enfim, depois de todo esse trajeto vem a procura por um local confortável e agradável para descançar. Recomendo uma pousada ou hotel próximo ao centro, onde é possível conhecer a cidade a pé, ou até mesmo de charrete. Pois é, para manter a tradição na praça principal da cidade existem inumeras charretes, que permitem conhecer as redondezas em grande estilo.

Voltando a hospedagem, indico o Hotel Casa Blanca Palace, excelente localização, o hotel é estilo imperial, porém, como era feriado não consegui me hospedar neste, mas passei pela frente e achei ótimo. 
Fiquei na Pousada 14 Bis, pousada ótima, os quartos são super aconchegantes, café da manhã maravilhoso. Achei o atendimento excelente, o único problema é a localização, onde qualquer passeio tem que ser feito de carro e estacionar nas ruas de Petrópolis é sempre uma aventura ainda mais em pleno feriado. Caso esteja procurando sossego, essa pousada é indicada ;-)


Nenhum comentário:

Postar um comentário