Momento Nostálgico: Colonia del Sacramento

0 comentários

Montei essa seleção de fotos que tirei em 2012 quando estivemos em Colonia, como um momento nostálgico, pois bateu uma saudade de lá. Então, bora matar a saudade vendo fotos. Quem mais faz isso?! rs











Não só de Parrilhada vive Montevidéu!

0 comentários


Revitalizando o blog, descobri que não havia terminado de escrever sobre Montevidéu! Um erro gravíssimo que estou corrigindo nesse momento. Acredito que tenha esquecido porque associo Montevidéu a comida, doces e Colonia Del Sacramento. Mas, Montevidéu não é só isso. Tem as praias!!! Sim, acreditem, e são bonitas. São em torno de 20km de orla chamada rambla de la paya que percorrem a encosta com calçadões, ciclovias e muitas muretas e banquinhos para agradar a todos os estilos. 

Como já mencionei aqui, a cidade, domingo fica deserta, então, uma ótima opção é ir para o lado das praias, pois nessa parte da cidade sim, possui movimento de gente se exercitando e dependendo da época do ano pegando um Sol ou praticando exercício na água, como SUP, Surf e etc..

 

Há varias praias, como Pocitos, Punta Carretas, Ramirez, Buceo, Malvin e outras. Nós conhecemos apenas a Ramirez que está localizada bem próxima ao centro de Montevidéu, em frente a um dos maiores parques, o Parque Rodó. Esse parque vale a visita. Lugar muito bem cuidado, uma área verde enorme, florida cheia de caminhos a serem percorridos, onde a cada caminhada uma surpresa, como lado com patinhos, pedalinhos e até mesmo algumas tartarugas pegando Sol.
 


Com relação às demais praias, nós não tivemos tempo de conhecer, mas a mais famosa dessa lista que citei acima é a Pocitos, que ganhou esse nome por ser o local onde as lavadeiras faziam poças na areia para lavar roupas. Embora, tenha esse motivo, ela está localizada em um dos locais mais movimentados e badalados de Montevidéu. Portanto, se estiver com tempo, programe uma visita a Pocitos e depois venha aqui contar o que achou.


Para fechar esse relato, uma dica, caso estejam de carro, como foi o nosso caso, estacionem no shopping Punta Carretas, o qual na época da nossa viagem era de graça. Essa é a maneira mais segura e tranquila, pois Montevidéu e escasso de estacionamento nas ruas. Aproveitando, reforço que Montevidéu não tem necessidade de alugar carro para conhecer a cidade. Nós estávamos de carro alugado, pois estávamos voltando de Punta del Est e programamos mais uma noite em Montevidéu para conciliar o dia, domingo, e poder conhecer a tal feira de antiguidades que não valeu nem um pouco a pena. Caso contrário, teríamos ido direto para o aeroporto. Mas, como tudo acaba virando historia para contar não foi um dia perdido e acabamos conhecendo o shopping e curtimos um cineminha para “fazer hora” até o horário do voo.


O que fazer em Itaipava com um bebê:

0 comentários

Nada! Na verdade, Itaipava já tem aquele clima de preguiça que o melhor a fazer lá é nada, com um bebê então, os passeios se limitam mais ainda.
Fizemos muita caminhada, comemos bastante conforme comentei no post anterior, visitamos os shoppings ao longo da Estrada União Indústria e visitamos o Hortomercado, Parque Municipal de Petrópolis, Castelo de Itaipava e a Feirinha.
Falando de cada um deles: Hortomercado nada demais. Uma grande feira de frutas e verduras dentro de um galpão. Como em toda feira, os produtos são frescos e dá uma vontade de comprar tudo, mas o preço não compensa muito, mesmo preço salgado do Rio. O diferente mesmo é o Bar do Horto que já comentei no post da comilança.

Parque Municipal de Petrópolis, um excelente espaço para quem tem criança. Entretanto, achei o parque bem mal tratado, abandonado. No dia que visitamos o tempo estava feio e chuviscando, não sei em dias quentes se ele aparenta ser mais simpático e com mais atrativos.

Entrada do HortoMercado
Bar que fica dentro do HortoMercado que vale a visita
Entrada do Parque Municipal




Castelo de Itaipava, um verdadeiro castelo. Super imponente, lindíssimo, eu particularmente nunca tinha ido e fiquei encantada com o tamanho e o interior dele. Hoje, o castelo é local de eventos e festas, mas o seu interior não pode ser totalmente visitado e nos jardins é onde acontecem exposições e eventos, como festa junina, queijos e vinhos e festa a fantasia. Mesmo que seja só para passar na porta, vale a pena ir até lá.  Nesse caso, é preciso ir de carro, pois ele fica mais afastado da rua central.

Por último, a famosa feirinha de Itaipava, que não podia ir embora sem passar por ela. Só que ela se tornou tão famosa e foi crescendo de tamanho que se mudou para um espaço na beira da estrada na saída de Itaipava. Local é enorme, com estacionamento e muitas, mas muitas barracas com milhares de opções de roupas para crianças e adultos. Confesso que me surpreendi muito, pois imaginei encontrar uma feirinha com artesanatos e nada demais. Mas me enganei, havia muitas lojinhas interessantes que desejei a comprar. Ainda bem que estávamos com pouco tempo e paramos ali apenas para conhecer e dar uma voltinha. Ou seja, quando voltar a Itaipava, irei reservar uma tarde à feirinha (risos).


Por onde engordamos em Itaipava

0 comentários

Itaipava é um local para descansar e comer, onde é possível encontrar muitos restaurantes e cafés tentadores. Por isso, muitos a conhecem como Vale Gourmet.
E quer coisa melhor, frio, clima agradável, bons restaurantes, bom vinho e excelente companhia?! Então, bora engordar um pouquinho...

Ao lado do hotel em que nos hospedamos estava o shopping Itaipava, com uma simpática ruela com uma sequencia de restaurantes. Essa rua é super bonitinha e bem movimentada a noite, onde a concorrência entre os restaurantes é grande. Acredito que todos devem valer a pena, mas nós experimentamos apenas dois deles. O Bordeaux na primeira noite e o Benvenuti na segunda noite.




O Bordeaux é o mesmo que o de Petrópolis, localizado na casa dos 7 erros, embora, a proposta deles sejam um pouco diferentes. Neste de Itaipava há um buffet de acepipes bem farta que fica disposta dentro de uma adega, rodeada de vinhos nobres e clássicos. As mesas para os clientes ficam espalhadas pela calçada e não precisam se preocupar com o frio, pois existem aquecedores para garantir um clima agradável. Após algumas escolhas de acepipes pesados, onde acabamos levando uma pequena facada, devido a empolgação... rsrs escolhemos o tradicional rodizio de foundee. Estava tudo muito gostoso e o melhor que após a comilança demos alguns poucos passos até o hotel....

Já na segunda noite resolvemos experimentar o Benvenuti, localizado um pouco mais ao final desta ruazinha, o qual oferecia um buffet de sopas, que estavam deliciosas. Quanto ao prato principal, dessa vez foi uma saborosa massa. Prato muito bem servido e preço justo.



Embora o tempo pedisse sempre um vinho e uma massa, resolvemos nos aventurar andando pela Estrada União Indústria conhecendo os shoppings/galerias espalhadas ao longo da via, com objetivo de encontrar algum lugar legal e diferente, mas acabamos parando no Shopping Estação Itaipava, acho que o ultimo antes de pegar a estrada para chegar ao Castelo de Itaipava. E nele está o Vagão Beer and Food, um restaurante descontraído e bem diferente, que possui um vagão desativado como local para os clientes degustarem a carta de cervejas artesanais e os sanduíches. No horário do almoço existem um cardápio executivo que parecia valer a pena, mas como estávamos no clima férias e esse clima sempre atrai coisas mais gordinhas, fomos de cerveja e hambúrguer. Gostoso, mas nada demais. Vale a visita apenas pela estrutura diferente do local.

Para uma cerveja descontraída e um pastel gostoso, mas sem muito charme, vá ao Hortomercado Municipal. Nos fundos, há um deck com algumas mesas de madeira e um barzinho chamado Bar do Horto com opções de salgados feitas na hora, todos bem gostosos. Experimentamos os pasteis e gostamos bastante. Não lembro os sabores, mas lembro de que foram aprovados.






Claro, que Itaipava possui muito mais restaurantes, mas em um fim de semana não há barriga que aguente experimentar todos, então, alguns já estão na lista para uma próxima visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...